quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

As diferentes maneiras de consumir o café pelo mundo.


Café pelo mundo

Por Kelly Stein
Ele foi moeda em grandes negociações do passado, elegeu e derrubou líderes e foi inspiração para grandes ideias da humanidade. O café, cujo berço está lá na Etiópia, ganhou o mundo e conquistou xícaras de diferentes culturas, raças, credos. No meio de tanta diversidade, é natural que ele tenha recebido as mais variadas interpretações, receitas e modos de preparo. Para mim, é aí que está a beleza de tudo isso!

Já falei aqui sobre os nomes que os tipos de café podem receber de acordo com a técnica ou como é preparado, mas o assunto hoje é outro. Você sabia, por exemplo, que o grão é consumido em grande quantidade e pode ser encontrado gratuitamente em muitos lugares do México? Eu também não sabia até ver o quadro abaixo, da comunidade Manejo da Lavoura Cafeeira.


As diferenças são tantas que podem ser expressas no simples ato de escrever a palavra café.
Confira as diferentes grafias que a Revista Cafeicultura listou.

Alemanha – KAFFEE
China – KAFEI
Dinamarca – KAFFE
Egito – MASBOUT
Espanha – CAFÉ
Finlândia – KAHVI
França – CAFE
Grécia – KAFES
Havaí – KOPI
Holanda – KOFFIE
Hungria – KAVE
Inglaterra – COFFEE
Iraque – QAHWA
Israel – KAVAH
Itália – CAFFE
Rússia – KOFE
Tailândia – KAFE
Turquia – KAHVE