segunda-feira, 29 de outubro de 2012

A Isoflavonas para a saúde do homem



Olá amigas do dica o artigo de hoje surgiu através de uma pergunta feita de uma das nossas amiga a Kharin,  ela nos fez uma visita no artigo Os benefícios da Isoflavona para as mulheres! e queria saber se a Isoflavona também é benéfica para os homens. Então trouxemos algumas informações para vocês. Estamos preparando para falar no proximo artigo sobre Conheça Melhor as IsoflavonasUm belo dia

 Isoflavonas da soja

Tem sido demonstrado que as isoflavonas da soja, especificamente a genisteína e a daidzeína, apresentam efeito anti-cancerígeno. Estudos epidemiológicos demonstram que nas populações que consomem dietas ricas em soja e seus produtos, a incidência de determinados tipos de câncer (cólon, mama e próstata, principalmente) é menor quando comparada com a incidência em populações que não consomem esses tipos de dietas. 

Em adição, acredita-se que a suplementação da dieta com certos produtos da soja, os quais têm mostrado suprimir a carcinogênese em animais, poderia reduzir as taxas de mortalidade por câncer (Molteni et al., 1995). 

Estudos japoneses demonstraram que os indivíduos que comem diariamente ou ocasionalmente isoflavonóides e flavonóides têm muito menos câncer da próstata que os que nunca se alimentam com esses produtos. 



Câncer de Próstata X Isoflavona 

Alta ingestão alimentar de Isoflavona está associada com redução no risco de Câncer de Próstata entre homens japoneses.

O risco de desenvolver câncer de próstata entre os homens japoneses é relativamente baixo. Tem sido sugerido que este baixo perfil de risco pode ser devido à alta ingestão de peixe e produtos à base de soja no Japão. A soja contém quantidades significativas de compostos denominados isoflavonas, as quais são fitoestrogênios (compostos estrógenos derivados de plantas, semelhantes ao próprio hormônio), que podem influenciar o crescimento de tumores da próstata. 

O exame da associação entre a isoflavona ingerida na alimentação e o câncer de próstata foi relatado recentemente em um estudo com controle de caso, do qual participaram 200 pacientes e 200 controles hospitalares com idades correspondentes à dos pacientes. Os duzentos casos usados na análise tinham diagnóstico histológico confirmado de adenocarcinoma na próstata. A idade dos homens do estudo variou entre 59 e 73 anos. Na coleta de informações sobre os indivíduos, os entrevistadores fizeram perguntas detalhadas sobre os hábitos alimentares usando uma análise semiquantitativa de freqüência alimentar que estimou as quantidades habituais de diversos alimentos ingeridos durantes os cinco anos anteriores. A maior parte dos participantes do estudo consumiu dietas tradicionais do estilo japonês consistindo de peixe, produtos à base de soja, arroz e pouca carne. Os dados tradicionais dos japoneses incluem muitos produtos de soja como tofu e natto, ambos com alto teor de isoflavonas.

Os pesquisadores japoneses constataram que a ingestão total de isoflavonas esteve associada com uma diminuição do risco de câncer de próstata.

A odds ratio - OR - (Razão de Probabilidades) das categorias mais altas em contraposição às mais baixas (quartis) da ingestão foi de 0,42 para a ingestão total de isoflavonas e houve uma tendência linear mostrando diminuição significativa no risco com o aumento da isoflavona ingerida. Durante o estudo, os sujeitos consumiram cerca de 67mg de isoflavona total ao dia, o que é bem alto pelos padrões alimentares ocidentais. Por exemplo, este nível de ingestão de isoflavona é cerca de 200 vezes o consumido na Suécia. No estudo atual, o quartil superior de ingesta de isoflavona foi de cerca de 90mg ao dia, comparado ao quartil inferior, que foi de menos de 30mg de isoflavonas alimentares ao dia. Esses resultados interessam porque são consistentes com a idéia de que alta ingestão de isoflavonas na alimentação pode ter efeito de proteção contra o câncer de próstata.



Estaremos no próximo artigo falando sobre Conheça Melhor as Isoflavonas.