quinta-feira, 16 de junho de 2011

Sintomas da menopausa podem ser reduzidos com Dieta.

Menopausa e dieta

Dieta reduz sintomas da menopausa


Por G1 - O Portal de Notícias da Globo em 02/07/09 
Durante três meses várias mulheres com mais de 50 anos participaram de uma pesquisa sobre a menopausa. Elas seguiram uma dieta desenvolvida por nutricionistas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. “Eu tinha problema de estômago, hoje eu não tenho mais”, declara uma das participantes. “Me sinto tão bem, com mais disposição que as minhas filhas”, diz Maria da Paz de Medeiros Carvalho, 56 anos. “Em três meses eu melhorei bastante”, comenta Luzinete Ferreira da Cunha, 51 anos. Tudo muito simples. Todas as mulheres, com mais de 50 anos, a proposta foi seguir a dieta descrita abaixo por 3 meses contínuos. Mais da metade das mulheres acompanhadas relataram que houve melhoria em três sintomas da menopausa: irritabilidade, insônia e ondas de calor. “Houve também uma redução em relação ao peso, taxas de colesterol e uma melhora importante na função intestinal”, diz Graça Morais, uma das nutricionistas da equipe. 




A dieta tenta compensar o que 30 milhões de brasileiras perdem gradativamente entre os 35 e os 65 anos de idade: a produção de estrógeno. Assim, a dieta foi baseada no consumo diário de: Azeite de ervas, Uma mistura a base de soja, linhaça e gergelim e, no consumo diário de um suco feito à base frutas e folhas de couve. 

As receitas e formas de consumo -

O suco frutas é feito com 1 xícara (chá) de fruta da estação batida com duas folhas de couve. Além de refrescante, o suco limpa, desintoxica o organismo e tem riqueza em cálcio/magnésio, importante para evitar o desgaste ósseo antes e após a menopausa. Pode ser tomado de 1 a 3 vezes/dia, sendo a primeira toma pela manhã e as 2 demais tomas no meio da manhã e da tarde. - O pó nutritivo é prepardo com partes iguais (tipo 1 xícara de cada) da semente de linhaça, semente de gergelim e do grão de soja. O pó obtido é rico em sais minerais e isoflavonas que ajudam no controle da osteoporose e das ondas de calor. É só torrar por cerca de cinco minutos, triturar tudo e guardar em um pote com tampa. Para consumir basta misturar duas colheres (chá) nas refeições principais.


-Azeite de ervas é ideal para ser usado para temperar saladas cruas. Ele é preparado da seguinte forma: colocar dentro de uma embalagem de 250 ml de azeite extra-virgem 3 dentes de alho picados, uma colher (chá) de orégano, 1 colher (chá) de manjericão e 1 colher (Chá) de alecrim. Deixar o azeite maturando por pelo menos 24 horas, antes de começar seu consumo. Este extrato é muito rico em vitaminas, sais minerais ie agentes ativos como antiinflamatórios e antioxidantes, todos importantes para o aumento da imunidade. 

Conheça também uma receita de manteiga de soja:
Ingredientes: 1,5 xícara (chá) de água morna 1 xícara (chá) de extrato de soja sem sabor 1 xícara (chá) de azeite extra virgem Suco fresco de 1 limão 4 dentes de alho Sal marinho a gosto 


Preparo: No liquidificador bata a água morna, o alho, o extrato de soja e vá acrescentando o azeite aos pouquinhos. Acrescente o suco do limão e salgue a gosto.








Comentários Conceição Trucom 
Esta é uma transcrição na íntegra da matéria. Meu objetivo em divulgá-la foi o de compartilhar que; somente o fato do alimentar-se diariamente com alimentos e sucos mais naturais, com maior cuidado ao processar e consumir, já foram obtidos resultados muito interessantes. Entretanto, a minha indicação é a chegada em formas de consumo e manuseio mais saudáveis ainda, como pré-germinar as sementes e consumi-las cruas. Jamais torrá-las, ou seja, somente acrescentá-las nas refeições principais. No caso do gergelim e da linhaça podem também ser acrescentadas no preparo dos sucos, tornando-os sucos vivos. Conceição Trucom é química, cientista, palestrante e escritora sobre temas voltados para alimentação natural, bem-estar e qualidade de vida.






Irismar Olivieira
Bjs!